PLASTICKY


MODA, BIRDY E SIGNOS
30 de novembro de 2011, 11:23 PM
Filed under: All Posts

Deveria estar fazendo meu Trabalho Integrado, mas como boa aquariana que sou, tirei uma pausa pra ficar borboleteando, pensando na vida.

Daí lembrei desse blog aqui né, que vive de altos e baixos. Andei pensando que eu não tenho, nem nunca tive, talento pra ter um blog de moda. Sério, mundinho das modas me cansa. Já fui bem mais apaixonada pela situação toda, mas hoje em dia eu tenho uma preguiça de um tamanho que cês não tem noção. Amo muito a profissão que eu escolhi pra exercer, mas é só a minha profissão. Pra falar a verdade, tem muito mais coisa envolvida. Hoje, moda pra mim é uma forma de renovar minha rotina, de me aconchegar em outras paixões da minha vida (tipo música e fotografia) e de poder trabalhar pra todo sempre, espero eu, num universo criativo, estimulante pra mim. Simples assim.

***

Essa semana eu conheci essa menina, de apenas 15 aninhos, cantora, inglesa, vozeirão e uma pegada meio hipster. Hipster só visualmente, já que ela não parece ter a mínima intenção de ficar no anonimato. Ó, a Birdy (como é chamada) encanta pela delicadeza, pela suavidade. As músicas dela tinham tudo pra serem tristes, meio melancólicas, mas são só e simplesmente delicadas. Se você quer se encantar pela garota, tanto quanto eu, ouça “Skinny Love” seguida de “Shelter” e “People Help The People”. Eu ando bem encantada e cantarolando “mine, mine mine… mine, mine, mine… mine, mine, mine, mine” loucamente por aí.

***

Além dos signos pra atormentarem a nossa vida com pré-definições sobre todo mundo, apareceu um lance aí no Facebook de descrição de acordo com o dia em que você nasceu. Não vou mentir, eu amo mesmo ficar lendo descrição de signo e ainda vou casar com um leonino, já que dizem que Leão e Aquário formam uma combinação perfeita. Mas esse lance do “dia em que você nasceu” é mais brisa ainda, cara. Mais brisa ainda é que todo mundo tá se identificando, e adivinhem? Inclusive eu.

Diz lá que eu faço parte do Dia do Idealismo. Quando eu li isso, já me arrepiei. Diz lá que eu sinto necessidade de expressar meus sentimentos e ideias, que eu sou ambiciosa, mas dispersiva, que eu tenho talento pra arte, que me apaixono com facilidade, que eu sou muito emotiva, muito extrema e que sou extremamente frágil e inconstante. Bingo!

Olha, juro que fiquei assustada e decidi fingir que ignorei totalmente tudo que li. Signos, astrologia, numerologia, etc, etc, etc. Existem mil e uma teorias de coisas que a gente é, deixa de ser. Prefiro acreditar que a gente pode ser tudo que a gente quiser, independente do que dizem por aí.


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Eu conheço (graças a você) um pouquinho de Birdy, e só esse pouquinho já me tem feito amar de um jeito único a voz dela, o encaixe perfeito de harmonia, a delicadeza, aquele ‘a mais’ que a gente encontra tão raramente na música. Quanto a vida, eu acredito muito que características a gente pode ter em similaridades com outros, é claro, mas o que você faz delas e com elas, bom, aí é uma decisão só sua. Bisous, e olha, suas montagens me fazem sonhar… .

Comentário por paulinhaalveslinha Alves




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: